ONGs

Todas as ONGs que participam dessa iniciativa realizam um importante trabalho social junto às comunidades mais vulneráveis da região metropolitana de São Paulo. Elas foram selecionadas pela seriedade e pelo impacto que geram. Conheça um pouco mais sobre elas:

O Instituto Alana – uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos – nasceu com a missão de “honrar a criança” e é a origem de todo o trabalho do Alana que começou em 1994 no Jardim Pantanal, zona leste de São Paulo. O Instituto conta hoje com programas próprios e com parceiros, que buscam a garantia de condições para a vivência plena da infância e é mantido pelos rendimentos de um fundo patrimonial desde 2013. Para conhecer mais acesse: www.alana.org.br.


Fundado em 1968, o Projeto Arrastão é uma organização sem fins lucrativos que faz o acolhimento e dá suporte às famílias da região do Campo Limpo que vivem em condição de pobreza. Esse trabalho de promoção humana e de desenvolvimento das comunidades é feito junto com estas famílias e dão origem aos programas que oferecemos nas áreas de educação, cultura, geração de renda, habitação e qualidade de vida.
Para conhecer mais acesse: www.arrastao.org.br.


A Casa do Zezinho é uma organização sem fins lucrativos localizada na região do Capão Redondo, extremo sul de São Paulo. Nascida de um sonho de educação de uma pedagoga conhecida como Tia Dag, inconformada com a exclusão social e péssima educação dada à população das periferias, a instituição é fundada em 1994 com 6 crianças em uma casa térrea. Para conhecer mais acesse: www.casadozezinho.org.br.


Desde 1951, a Fundação Julita atua na comunidade do Jardim São Luís, zona de periferia de São Paulo-SP, beneficiando crianças, adolescentes, jovens, idosos e suas famílias em vulnerabilidade social. Hoje são mais de 2 mil pessoas beneficiadas por programas e projetos socioeducativos, que oferecem atividades de educação, cultura, esporte, meio ambiente, lazer, promoção à saúde, assistência social, preparação e encaminhamento para o mercado de trabalho.  Para conhecer mais acesse: www.fundacaojulita.org.br.


PAC-Projeto Amigos da Criança

PAC – Projetos Amigos das Crianças, atua na região de Pirituba, assiste por meio de uma de suas unidades 1.100 famílias, que representam 6 mil pessoas, desde bebês até idosos, que vivem em situação de vulnerabilidade extrema, no morro do Cantagalo e Vila Zatti. A ONG tem 17 anos de existência, atuando com programas de acolhimento de crianças e adolescentes (2 abrigos – SAICAS) , e 2 casas que realizam trabalho sócio-educativos com famílias da comunidade (CCA e SASF). Nosso objetivo é promover a transformação social, esclarecendo os deveres e direitos dos cidadãos, proporcionando atividades culturais, esportivas e de geração de renda. Para conhecer mais acesse: www.projetopac.org.br.


A Associação Prato Cheio é uma organização sem fins lucrativos, certificada como OSCIP, fundada em 2001, cuja missão é promover o acesso à alimentação adequada para pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social, por meio do combate ao desperdício de alimentos e da educação nutricional, contribuindo para o desenvolvimento socioambiental.
Para conhecer mais acesse: www.pratocheio.org.br.


A Somar atua na região do Jardim São Luiz, na Favela do Jardim Felicidade. Assiste diretamente 350 crianças de 4 à 18 anos que representam famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social. Por estar dentro da comunidade, a Somar atende a diversas famílias que precisam do atendimento básico que o Estado não fornece. A comunidade onde a Somar atua há mais de 11 anos possui mais de 20.150 habitantes. A missão da Somar é promover a formação integral de crianças e jovens em comunidade de extrema vulnerabilidade.. Para conhecer mais acesse: www.somarbrasil.org.br.


A Unibes é uma instituição que atende mais de 15 mil crianças, adolescentes, idosos e famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social, com o propósito ajudar essas pessoas a transformarem a sua própria história de vida.
Para conhecer mais acesse: www.unibes.org.br.